QUILOMBOS E A FORMAÇÃO DO ESTADO BRASILEIRO

RESISTÊNCIA E PRIVILÉGIOS

  • Gil César Costa de Paula PUC-GO
  • Geisiene Souza Silva

Resumo

O artigo aborda questões relativas à formação do Estado brasileiro, sob um viés econômico, compreendendo essa formação a partir da expansão do comércio Europeu, considerando a questão racial como central do debate. Localiza a raça e sua classificação, hierarquização e discriminação como fenômenos da modernidade, resultantes das necessidades capitalistas. Faz alguns apontamentos sobre as contradições da temática do patrimonialismo, tentado compreende-lo como herança portuguesa. Assinala a importância dos quilombos e os desafios na titulação de suas terras na atualidade.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Doutor UFG

Geisiene Souza Silva

Graduando em Direito da PUC-Goiás.

Publicado
2021-02-26
Como Citar
COSTA DE PAULA, Gil César; SILVA, Geisiene Souza. QUILOMBOS E A FORMAÇÃO DO ESTADO BRASILEIRO. Direito em Movimento, [S.l.], v. 18, n. 3, p. 128-153, fev. 2021. ISSN 2238-7110. Disponível em: <https://emerj.com.br/ojs/seer/index.php/direitoemmovimento/article/view/333>. Acesso em: 25 jun. 2022.